CURIOSIDADE BÍBLICA: QUEM FOI JOÃO BATISTA?

Este é um personagem com características peculiares. João Batista era filho do sacerdote Zacarias, este já era idoso. Sua mãe se chamava Isabel, que era prima de Maria a mãe de Jesus, portanto João Batista era seu primo.

Isabel não podia ter filhos, entretanto, Deus envia seu anjo Gabriel no santuário quando Zacarias oferecia incenso em seu interior. O anjo anuncia que ele teria um filho, e este deveria se chamar João, e explica que o menino seria cheio do Espírito Santo, e teria um ministério muito importante.

E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus, e irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto (Lucas 1.16-17).

Ele pregava que as pessoas deviam se arrepender de seus pecados, e preparou-as para a mensagem de Jesus. João Batista fora um profeta cujas características incorpora o que fora profetizado em Isaías para o rei Ciro, da Pérsia que diz: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus (Isaías 40.3). Embora a profecia não se refira a ele, no livro de Marcos o retrata cumprindo estas ações, clamando o arrependimento no deserto e apregoando a chegada do Reino dos Céus por meio de Jesus.

Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. Apareceu João batizando no deserto, e pregando o batismo de arrependimento, para remissão dos pecados (Marcos 1.3-4).

Entretanto Malaquias profetiza: Eis que enviarei o meu mensageiro para que prepare um caminho diante de mim (Malaquias 3.1).

João Batista foi o último dos profetas que anunciaram a vinda de Jesus. Ele viveu no deserto até começar seu ministério, não ingeria bebidas fermentadas (alcoolizadas) vestia roupas de pêlos de camelo, se alimentava de gafanhotos e mel.

Apregoava a vinda do Messias por toda a região do rio Jordão, avisava que tanto judeus como gentios sofreriam o castigo eterno caso não se arrependessem de seus pecados e viver de maneira que agrade a Deus.

Sua pregação atraiu muitas pessoas, teve também muitos discípulos. Muitos acreditavam que ele era o Messias, porém explicava que este ainda havia de vir, esclareceu que seu batismo era realizado com água, mas o que ele anunciava batizaria as pessoas com o Espírito Santo e com fogo (Mateus 3.11).

João morreu decapitado quando foi preso pelo rei Herodes. João confrontou o rei Herodes pelo seu adultério e por esta razão foi preso. O rei não o matou porque João batista tinha o apoio da população e isto foi uma ameaça para o rei. Entretanto, sob um ato mal pensado, a filha da mulher com quem adulterava, pediu a cabeça de João Batista, o rei teve que cumprir porque jurou atender o desejo da moça.

Embora morto, seu legado contribuiu para preparar os corações para a chegada do Messias, Jesus Cristo.