A TERCERIZAÇÃO DO PECADO. PRIVATIZA OU NÃO?

Para melhor compreensão deste artigo Leia Quem Foi o Primeiro Laranja do Mundo?

 

Você sabe a origem da terceirização? Esse método que está sendo aplicado no setor público que é uma forma de “privatizar” os serviços públicos. Pois é, isso não é uma invenção dos tempos modernos, a origem disto está na Bíblia.

De acordo a Bíblia, Deus fez o homem e a mulher e os colocou no jardim do Éden, e deu algumas recomendações, entre elas estava a determinação de não comer de um certo fruto da árvore denominada árvore da ciência do bem e do mal.

MAS… eles não obedeceram. E a mulher comeu primeiro e também deu a Adão, seu marido, que também degustou do fruto proibido. Naquele momento aconteceu algo, eles perceberam que estavam nus e fizeram roupas com folhas de figueira, pois sentiram vergonha um de Deus ao ouvi-lo.

Deus, que conversava com o homem na viração do dia, já sabendo do ocorrido começa um diálogo com o homem:

A terceirização começou aqui. A primeira coisa  a ser terceirizada foi o pecado

“E chamou o Senhor Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?
E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me.
E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses?
Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi.
E disse o Senhor Deus à mulher: Por que fizeste isto?

E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi.

A terceirização começou aqui. A primeira coisa a ser terceirizada foi o pecado. O homem passou a culpa para a mulher e a mulher por sua vez passou para a serpente, mas a serpente que tinha sido usada pelo diabo, não pode passar a culpa para ele, pois ele já tinha dado no pé.(como é do seu costume de enganador e pai da mentira), NA VERDADE A SERPENTE SÓ FOI O “LARANJA” DO DIABO (VEJA O ARTIGO SOBRE A ORIGEM DO TERMO LARANJA)

Atualmente a situação não mudou nada. Em minhas experiências como pastor e nas visitações que já fiz, principalmente no caso de casais, isso continua acontecendo. Não se assume a responsabilidade pessoal e quando não acusam um ao outro, acusam a “igreja” local ou uma pessoa. É o que chamo de “mal do jardim”,

No setor público esse mal também atinge. A população culpa os políticos, que culpam o sistema, que culpa as leis, que culpa os homens, que culpa…que culpa…, enfim chegam até culpar a Deus. Se Ele sabia de tudo isso por que fez esse homem?

Por isso mesmo a arrancada para qualquer sucesso começa a partir da “assumição” dos erros, o que se chama de avaliação pessoal. Na empresa isso funciona, mas quando chega na questão pessoal, aparece o problema: RENUNCIAR A SI MESMO.

“E, quando ele(Espirito Santo) vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.(João 16.8)

Um dos sinais que uma pessoa é filho de Deus é essa: a humildade de reconhecer seus erros e pedir perdão.

Roni Evangelista

Roni Evangelista

Um dos Coordenadores da UMADERM
Licenciatura em Teologia pela FAETEL (RJ)
Bacharel em Teologia - FEST/FAERPI - PI
Mestrado e Doutorado em Teologia Evangélica - SETEB (RN)
Roni Evangelista

Últimos posts por Roni Evangelista (exibir todos)

Roni Evangelista

Um dos Coordenadores da UMADERM Licenciatura em Teologia pela FAETEL (RJ) Bacharel em Teologia - FEST/FAERPI - PI Mestrado e Doutorado em Teologia Evangélica - SETEB (RN)